Perspectivas LGBTIA+ no ciclo gravídico-puerperal

Papai, mamãe, bebê – Gravidez e parto, amamentação, puerpério: elementos normalmente associados de maneira automática, em nossa sociedade, como se fossem a única experiência possível. Mas o que acontece quando falamos em papais e bebê? Em mãe que não gesta mas é mãe igual, esposa da mãe que gestou? Em pais trans que gestam e mães trans que não têm útero? Em parentalidades não-binárias? Em barrigas solidárias, lactação induzida, aleitamento compartilhado…? Como abordar o ciclo gravídico-puerperal fora do esquema mental tradicional que apaga essas experiências e, pior, muitas vezes é violento com quem as vive? Que transformações são necessárias na prática dos profissionais que atendem gestações, partos, puerpérios e amamentações/aleitamento para que se tornem efetivamente inclusivas com a população LGBTIA+?

Este curso foi dado pela primeira vez em 2020, com o apoio do Instituto Gerar de Psicanálise, em São Paulo/SP. Esta é a primeira turma organizada de forma independente, como faço com os demais cursos que você encontra aqui no site.

Propósito do curso

A ideia do curso é oferecer subsídio para que profissionais do ciclo gravídico-puerperal possam aguçar sua percepção sobre as concepções tradicionais (e heteronormativas e cissexistas) relativas a processos como gravidez, parto, puerpério e amamentação/aleitamento. Dessa forma, espera-se que sejam capazes também, ao final do curso, em elaborar e compartilhar estratégias para uma prática profissional inclusiva com a população LGBTIA+.

Dinâmica das aulas e pedagogia

As aulas são ao vivo, e alternam entre discussões mais focadas na experiência das pessoas matriculadas, casos reais, apresentação expositiva de conteúdo teórico, e discussão/rodadas de perguntas, além de outras formas de interação. As aulas são dadas pelo Zoom e ficam disponíveis por uma semana para acesso online, garantindo que aulas perdidas em atendimentos de emergência possam ser recuperadas. Um aplicativo de lousa digital simultânea é usado e não requer nenhuma instalação por parte de alunes. As lousas são compartilhadas em PDF ao final de cada aula. Em paralelo, como forma de manter contínua a troca entre a turma, e agilizar a comunicação, é estabelecido um grupo no aplicativo Telegram.

Programa :

Diferente dos demais cursos que ofereço, este curso não conta com um programa fixo pré-definido aula-a-aula. Essa opção foi feita por se tratar de um curso focado na prática profissional concretamente, e que depende do compartilhamento de experiências das matriculadas para se desenrolar, além de em geral se tratar de turmas bastante heterogêneas. Contudo, há um conteúdo que será garantidamente abordado ao longo das aulas, às vezes de forma mais linear, às vezes menos:

  • Conceitos de gênero e matriz heterossexual
  • A descontrução da genitália/corpo como determinação biológica do gênero
  • Identidade de gênero e identidades e orientações sexuais
  • A “sopa de letrinhas” LGBTIA+: o que significam, o que reivindicam?
  • O movimento LGBT, sua história e conquistas
  • Os conceitos tradicionais de feminino, masculino, família, gravidez, maternidade, paternidade, etc. e suas implicações e problemas
  • Linguagem inclusiva e outras boas práticas

Inscrições:

ABERTAS