POESIA

ao meu partido, de Pablo Neruda

Ao meu partido (Pablo Neruda) (tradução de Marília Moschkovich) Você me deu a fraternidade com aquilo que não conheço. Você me agregou à força de todos os que vivem. Você me deu novamente a pátria, como em um nascimento. Você me deu a liberdade que o solitário não tem. Você me ensinou a acender, como fogo, a bondade. Você me deu a retidão de que precisa a árvore. Você me ensinou a ver a unidade e a diferença entre os homens. Você me mostrou como a dor de um ser morreu na vitória de todos. Você me ensinou a dormir