POESIA

léu

são ondas e timbres graves que lambendo recobrem-te do topo à base são lufadas e furacões são olhos fundos escuros contínuos vácuos surdos são galáxias constelações enfrentam-se em batalhas touros e escorpiões por teus universos sem sóis teus cabelos não têm caracóis